Descubra El Calafate

Em meio as muitas belezas da Patagônia Argentina, El Calafate se destaca como porta de entrada para o Parque Nacional Los Glaciares. Daí, vem sua autodefinição ˜Terra das Geleiras” que faz bastante sentido se pensarmos que o principal cartão-postal da área é a geleira, ou melhor, glaciar Perito Moreno: ele tem 60 metros de altura e cinco quilômetros de comprimento.

E nem precisa ser um turista mega radical para admirá-lo, pois passarelas levam aos pontos de observação diante do gigante. Barulhos que se assemelham a trovões fazem parte da trilha sonora, pois blocos de gelos constantemente se desprendem do glaciar e emitem esse som ao cair na água.   

Quem quer ficar ainda mais próximo opta pelos passeios de barco, aqui chamados de safáris náuticos, no trecho conhecido como Braço Rico do Lago Argentino. Todo mundo quer ficar na parte externa da embarcação para admirar esse espetáculo da natureza (bastante concorrido por sinal). Mais distante de El Calafate, a navegação pelo Braço Norte leva a outros glaciares, como o Upsala (o mais comprido, com 53 quilômetros) e o Spegazzini (mais alto, com até 130 metros).    

E, sobrando disposição, também vale a pena fazer caminhadas na superfície do Perito Moreno para poder conhecê-lo sob um ângulo diferente. Assim é possível ver rachaduras e lagoas no cenário monocromático. Para atender pessoas com níveis de condicionamento distintos, o passeio é oferecido em diferentes níveis. Um dos que tem maior dificuldade pode levar até quatro horas.

Os gigantes de gelo são os protagonistas da viagem e para aprender mais sobre eles basta ir ao Glaciarium, a menos de dez quilômetros de distância de El Calafate. Ele apresenta e explica detalhes das geleiras por meio de maquetes, vídeos e recursos multimídia. Depois de entender como elas são formadas, chega o momento de descontração: abaixo do museu funciona o Glaciobar Branca. Paredes, cadeiras e copos são feitos de gelo neste espaço onde a temperatura chega a -10o C. Trajando luvas e capas térmicas, os visitantes pagam uma entrada que dá direito a diversos drinques do bar por tempo limitado.

De volta a cidade propriamente dita, que pertencente à província de Santa Cruz, a vida social está concentrada na Avenida Libertados San Martín. Principal via de El Calafate, tem estabelecimentos com arquitetura de madeira que evidenciam ainda mais o ar bucólico da região. Além de restaurantes e lojas, há cassino na cidade para apostar entre um passeio e outro.   

Ao visitar El Calafate, entusiastas de atividades ao ar livre também se programam para conhecer os arredores locais com áreas verdes ou vegetação de tipo estepe marcada pelas plantas rasteiras e espinhosas. Na região, é possível se aventurar em passeios de quadriciclo, cavalgadas, fazer trekking em áreas fossilizadas e conhecer sítios arqueológicos com pinturas rupestres.

Além disso, durante o inverno, El Calafate registra temperaturas negativas e passa a ser também um destino de esportes de neve. No Hoya del Chigue é possível esquiar e fazer snowboard. Já o Calafate Mountain Park tem também motos de neve, tobogãs e trilhas pelo cenário esbranquiçado.  

Galeria de Imagens

Melhor época para viajar

Como a maioria das atividades de El Calafate acontecem ao ar livre, o clima precisa colaborar. Entre dezembro e março, a temperatura média é 13oC e o tempo costuma estar firme. Por outro lado, no inverno o destino esfria e conta com algumas atividades exclusivas, como estações de esqui em pleno funcionamento. 

Como chegar

O Aeroporto Internacional Comandante Armando Tola recebe os turistas que vão a El Calafate, a 21 quilômetros de distância do centro da cidade. Já até o Glaciarium Museo del Hielo Patagónico são cerca de 26 quilômetros. Decolando do Brasil, o viajante provavelmente terá conexão em Buenos Aires.

Onde ficar

Na cidade de El Calafate, quase tudo está perto da ou na própria Avenida Libertador San Martín: cassino, lojas, restaurantes e, claro, as melhores opções de hospedagem. O bom é que ao se instalar na área, depois de um dia fora do hotel passeando, ainda dá para bater perna no centrinho. 

Dica do especialista

Ao viajar para EL Calafate, é importante colocar roupas impermeáveis e calçados próprios para caminhadas na mala. Grande parte das atividades da região são feitas ao ar livre e exigem disposição dos viajantes, então é essencial estar confortável e com a vestimenta adequada. El Calafate é um ponto que dá para explorar outros destinos, como no Chile o Torres del Paine que atrai alpinistas do mundo todo. 

Saiba como chegar
 
Cadastre-se em nossa Newsletter
OK
Cancelamento Gratis

Cancelamento Grátis

Consulte condições

Atendimento Whatsapp

Fale Agora

WhatsApp

(21) 99971-2120

Seg-Sex 9h às 18h

Voltar ao Topo
Fechar