Descubra Barbados

Destino do Caribe com sotaque britânico, Barbados tem como idioma oficial o inglês da terra da rainha, o esporte nacional é o críquete e chá da tarde faz parte da programação. É um pedaço da Europa em plena América Central, com direito a bom tempo o ano todo e praias (são mais de 60!) de suspirar. No entanto, apenas parte delas é banhada pelo mar do Caribe e essas praias geralmente tem águas mais tranquilas. O restante da orla, as costas norte e leste, consiste em praias do Oceano Atlântico, também extremamente bonitas, mas geralmente mais agitadas e privilegiadas pelos esportistas.
  
Com falésias e área de mata nativa, a Crane Beach está na seleção de imperdíveis do destino, afinal sempre figura em listas internacionais das praias mais bonitas do mundo. Outras que também vale a visita são: a Carlisle Bay, pertinho da capital Bridgetown; a Accra Beach que conta com boa infraestrutura e a Dover próxima a badalação da área de St. Lawrence’s Gap, ambas no sul da ilha; além da Batsheba, no leste, que tem grandes pedras em formato de cogumelo e boas ondas para surfistas.

E quem não quer se molhar para apreciar a vida marinha de Barbados pode optar pelos tours com o Submarino Atlantis que afunda cerca de 45 metros e oferece uma vista normalmente acessível apenas para mergulhadores. É um programa e tanto para crianças, assim como o Concorde Experience, museu interativo dedicado ao avião supersônico que por anos fez o trajeto entre Nova York e Inglaterra em três horas.
    
Amantes da natureza ainda têm outros programas para incluir ao roteiro, afinal a ilha não foi agraciada pela natureza apenas com praias. Na Barbados Wildlife Reserve, é possível ver animais como macacos, iguanas, tartarugas, cervos e pelicanos circulando livremente. Perto da atração estão as ruínas da mansão do Farley Hill National Park, ótimo lugar para um piquenique. Outro lugar curioso são as cavernas do complexo Harrisson’s Caves, com aquelas típicas formações de calcário por todos os lados.
 
Diante de tantas coisas pra fazer, é importante reservar um tempinho para explorar a capital de Barbados. É em Bridgetown que estão as principais construções herdadas da colonização britânica, como o conjunto arquitetônico Parliament Buildings, que é Patrimônio da Unesco do século 19, ele tem estilo neogótico e abriga órgão do governo, museu sobre a democracia da ilha e área dedicada a dez heróis nacionais.
 
 A construção está na Broad Street, que abriga outro endereço famoso, o Mutual Building. Construído em 1895, é um belo exemplar da arquitetura vitoriana fora da Inglaterra. A via também atrai turistas como um bom ponto para compras – lembrando que Barbados é um destino livre de impostos para estrangeiros – com boas opções de lojas de roupas, joias e diversos outros artigos. Contudo, a feira de artesanato Pelican Craft Center costuma ser uma opção melhor para comprar lembrancinhas.
   
 Mais afastado, a cinco quilômetros da capital, há outro endereço que remete colonização britânica da ilha: o The Garrisson é um  hipódromo que funciona desde 1845 e ainda é utilizado para corridas de cavalo. De volta a capital, também vale fazer a visita guiada pela destilaria Mount Gay Rum, afinal Barbados é o berço da produção da bebida, que começou nos anos 1640 e se solidificou no século 17. No final do passeio, além de degustação de rum, é possível provar bolos e outros quitutes que o utilizam como ingrediente.
  
Já a pequena vila de Holetown resume tudo que faz de Barbados um excelente destino de férias, com praias agradáveis, bons restaurantes e lojas, além da vida noturna animada. Na costa oeste, foi o primeiro assentamento inglês e hoje é lugar escolhido por uma das cidadãs mais famosas do país, a cantora Rihanna. É a ilha na sua versão mais sofisticada.   
  

Galeria de Imagens

Melhor época para viajar

Com altas temperaturas durante todas as estações, Barbados tem média anual de 28ºC. E de julho a agosto, os meses mais quentes, os termômetros  registram facilmente mais de 35oC. A época das chuvas é entre junho e novembro, mas normalmente acontecem apenas precipitações rápidas e o sol logo volta a reinar. 

Como chegar

Quem vai de avião para Barbados desembarca no Grantley Adams International Airport, ou simplesmente aeroporto Gaia, no sul da ilha. Ele está a 18 quilômetros da capital, Bridgetown, e a 26 de Holetown. Já até as praias Crane, Accra e Bathsheba são 8, 13 e 23 quilômetros respectivamente.

Onde ficar

Em Barbados, se possível, é melhor ficar perto da costa para que o mar esteja a uma caminhada de distância: a Accra Beach e Foul Bay, por exemplo, contam com diversas opções de resorts e hotéis. Assim como a Crane Beach e a vila Holetown, mas em ambas as alternativas costumam ser mais sofisticadas. Para quem quer o melhor dos dois mundos, praias e agito, melhor escolher a área de St. Lawrence Gap, próximo a Dover Beach.

Dica do especialista

Quem vai viajar para Barbados precisa estar com a vacina de febre amarela em dia: ou seja, a imunização deve acontecer pelo menos dez dias antes do embarque e ela vale por dez anos. Qualquer unidade de saúde do Brasil pode vacinar o viajante, mas ele precisa também de um certificado internacional da Anvisa. No site oficial é possível checar a lista completa de endereços que emitem o documento, há opções inclusive nos aeroportos, mas elas costumam ser bem concorridas. Outra dica é que a moeda oficial da ilha é o Dólar Barbadiano, mas o dólar americano – opção mais viável para os brasileiros – é amplamente aceito.

Saiba como chegar
 
Cadastre-se em nossa Newsletter
OK
Cancelamento Gratis

Cancelamento Grátis

Consulte condições

Atendimento Whatsapp

Fale Agora

WhatsApp

(21) 99971-2120

Seg-Sex 9h às 18h

Voltar ao Topo
Fechar